Filmes que já foram censurados no Brasil

Filmes que já foram censurados no Brasil
Canecas para Presente

Como bem sabemos, em  dezembro de 1895 foi exibido o primeiro filme da história e foi uma verdadeira surpresa para todos os que estavam presentes, afinal de contas, aquilo nunca tinha acontecido. Os anos foram passando e muitos outros filmes começaram a ser produzidos, atualmente existem tantos que é quase impossível catalogar todos.

Você deve imaginar que com tantos filmes já lançados, alguns foram um grande sucesso, já outros se tornaram um verdadeiro fracasso, certo? Bom, isso é fato, porém nesse meio também existem aqueles filmes que já foram censurados, inclusive aqui no Brasil e é sobre ele que iremos falar hoje aqui, então vamos nessa.
Filmes que já foram censurados no Brasil

  1. Muito Além do Cidadão Kane – Cidadão Kane para quem não sabe é um longa de 1941 que conta a história do magnata Charles Foster Kane, ele é considerado um dos melhores filmes já produzidos, mas não é sobre ele que iremos falar aqui, mas sim de “Muito Além do Cidadão Kane” que é um documentário britânico que foi exibido em 1993 que mostra as relações entre a mídia e o poder do Brasil, tendo como foco o jornalista e empresário Roberto Marinho. Na produção podemos acompanhar uma clara crítica à Rede Globo, influência do grupo no Brasil e suas relações políticas. Aqui, Roberto Marinho é comparado a Charles Foster Kane e por isso o nome “Cidadão Kane” no título. O documentário foi censurado pela justiça brasileira, a RecordTV até chegou a comprar os direitos de transmissão exclusiva por US$ 20 mil, porém até hoje não exibiu;
    Filmes que já foram censurados no Brasil
  2. Laranja Mecânica – Em dezembro de 1971 era lançado lá nos Estados Unidos o aclamado longa Laranja Mecânica que na época arrecadou mais de US$ 26 milhões. No filme acompanhamos uma Grã-Betanha futurística , onde um violento líder de uma gangue de delinquentes que matam, roubam e estrupam, cai nas mãos da polícia. Na prisão, ele acaba virando cobaia de experimentos destinados a refrear os impulsos destrutivos do ser humano, porém ele se torna impotente para lidar com a violência ao seu redor.  No ano de seu lançamento, o longa foi censurado aqui no Brasil por conta das cenas de nudez que ele possuía e foi liberado apenas 7 anos depois, sendo lançado por aqui em setembro de 1978;
  3. Rio, 40 Graus – Nelson Pereira dos Santos é considerado um doa mais importantes cineastas brasileiros, em 2006 ele se tornou o primeiro cineasta a ocupar uma cadeira na Academia Brasileira de Letras (ABL). No ano de 1955, chegou aos cinemas o longa “Rio, 40 Graus” que foi dirigido pelo Nelson, ele na verdade era um semi-documentário que acompanha um dia da vida de cinco garotas que moram em uma favela e saem de baixo de um sol escaldante para vender amendoim em Copacabana, no Pão de Açúcar e no Maracanã. Na época o filme foi censurado pelos militares por (acredite) eles afirmarem que a produção era uma grande mentira, já que no Rio a temperatura não passava dos 39,6º C. Vale a pena destacar uma curiosidade aqui, em novembro de 2015, o longa enrou na lista dos 100 melhores filmes brasileiros que foi feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine);
  4. À Meia-noite Levarei Sua Alma – Zé do Caixão é um dos mais conhecidos personagens do Brasil, ele já apareceu em diversos filmes de terror que fizeram grande sucesso no passado. Em 1964 chegava aos cinemas brasileiros o longa “À Meia-noite Levarei Sua Alma” que acompanhava o Sé do Caixão querendo gerar o filho perfeito, aquele que pudesse dar continuidade ao seu sangue, porém a sua mulher não consegue engravidar e ele acredita que a namorada do seu melhor amigo é a mulher ideal para isso. Violada por Zé do Caixão, a moça quer cometer suicídio para regressar do mundo dos mortos e levar a alma dele. No mesmo ano em que foi lançado, a ditadura militar censurou o longa afirmando que o mesmo possuía cenas muito violentas;
  5. Cabra Marcado Para Morrer – Eduardo Coutinho foi um jornalista e cineasta brasileiro e é considerado um dos maiores documentarista do nosso país. A principal marca de Coutinho era produzir filmes que privilegiavam pessoas comuns. Em 1984 era lançado o documentário brasileiro “Cabra Marcado Para Morrer” que era uma narrativa negativa da vida de João Pedro Teixeira, um líder da liga camponesa da Paraíba que foi assassinado em 1962. As filmagens da produção tinham começado em 1964, porém já nessa fase ela tinha sido interrompida e censurada em razão do golpe militar. O trabalho só foi retomado 17 anos depois recolhendo depoimentos dos camponeses que trabalharam nas primeiras filmagens;

Leia Também: Cena de suicídio é removida de 13 Reasons Why!

No TriCurioso você pode ler sobre: Como é estabelecida a censura dos filmes
Essas foram somente algumas censuras de filmes que aconteceram aqui no nosso país, porém existem muitos outros, você pode conferir mais 5 desses filmes lá no TriCurioso.

Gostou da matéria de hoje? Não esquece de comentar e compartilhar esse post!

Manoel Netto

Completamente apaixonado por filmes, séries, livros, músicas e quadrinhos. Fã de carteirinha e colecionador do Batman e de todo o universo criado pelo Mauricio de Sousa. Sempre procurando ficar por dentro de tudo o que acontece no universo geek e pronto para compartilhar tudo por aqui!