Disney+ – Brasil vai ficar de fora? Como é?

Canecas para Presente

A Disney tem divulgado muito sobre seu novo serviço de streaming, o Disney+. Mas, ao que parece, o Brasil é um dos países que permanece sem previsão de lançamento. Durante a D23 Expo, a principal exposição da Disney, a empresa falou muito sobre o Disney+. Isso porque durante o fim de semana da D23, são anunciados todos os planos para o futuro, sejam filmes, séries ou animações. E, neste ano, o serviço de streaming teve um grande foco, tendo direito a um dia inteiro dedicado a ele.

Mas existe uma questão muito importante para nós, fãs brasileiros: quando teremos acesso a este acervo? Pois é, nos Estados Unidos e em alguns outros países, o serviço já será lançado neste ano. Contudo, no Brasil e em diversas outras localizações do mundo, não existe previsão de estreia recente. Tudo que sabemos é que a Disney pretende ampliar para todo o mundo seu serviço em, até, dois anos. Mas… isso é muito tempo. Por outro lado, existe a divulgação de que o serviço chegará no ano de 2020, provavelmente, no final do ano. Mas ainda assim, é um belo atraso.

Disney+

Por que o atraso?

Sendo curto e grosso, a causa do atraso são questões burocráticas. A Disney precisa registrar, legalmente, o título do serviço em cada país. Mas, é claro, que também existe a questão do “teste”. O que é isso? Basicamente a Disney irá utilizar estes primeiros anos para testar como que funcionará o serviço, qual o feedback do público, entre outras coisas.

Qual o grande problema?

O grande problema deste possível grande atraso é, principalmente, as produções da Marvel. Isso porque, a partir do lançamento da plataforma, as séries da Marvel terão influência direta nos filmes que vão para os cinemas. E isto pode prejudicar, e muito, a experiência dos que vão aos cinemas assistir os novos filmes. Personagens serão introduzidos nas séries, novos artefatos, magias e tecnologias podem ser explorados nas séries para, então serem utilizados nos filmes. Então, sim, existe um grande problema neste atraso. E isto, além de tudo, vai aumentar a pirataria. Afinal de contas, se o público não tem acesso às séries, como vão assistir? Ou não assistem ou recorrem a meios ilegais.

Além das séries da Marvel, a falta do Disney+ vai fazer com que o público brasileiro perca as novas séries de Star Wars. Como já anunciado teremos uma série do Obi Wan, uma sobre um Mandaloriano, entre outras. Mas, ao que parece, estas séries se passarão em tempos passados e não terão influência direta nos filmes.

Fora isso, todo o conteúdo exclusivo da Disney+ estará indisponível em terras tupiniquins. Então, não teremos alguns live-actions, novas séries da Disney, desenhos, etc.. Principalmente porque os títulos da empresa que estão na Netflix ou na Amazon Prime Video sairão em breve.

Mas qual a possível solução?

A Disney ainda não anunciou uma forma que poderá “burlar” este atraso. Mas alguns fãs já deram algumas soluções. Entre elas, uma muito difundida é o lançamento por meio dos próprios cinemas. Isso porque, provavelmente, as séries não terão muitos episódios em uma temporada. Então, é possível lançar nos cinemas, dividindo em partes, como uma trilogia de “filmes”, por exemplo. A justificativa para lançar nos cinemas é o fato do Kevin Feige ter afirmado, com todas as letras, que as séries terão qualidade cinematográfica.

Zé Carioca

Outra solução, a que eu proponho, é que a Disney tente manter uma parceria com alguma grande marca de streaming do país, como Amazon Prime Video ou Netflix. Assim como a DC fez lançando Titans na Netflix. Claro que isso seria temporário, mas pode acontecer.

Mas e você? Qual a sua opinião sobre isso? Qual solução você daria? Queremos saber! Então comente! 😀

Lucas Gabriel

Estudante de Tecnologia da Informação, apaixonado por cinema, música e boas histórias de terror e drama! Adora discutir teorias malucas sobre séries ou filmes. Nerd assumido desde pequeno. Fã do Quentin Tarantino (inclusive acredita na teoria de que todos os filmes formam um só), Star Wars, Harry Potter, FRIENDS e filmes, como Laranja Mecânica, Donnie Darko e Nosferatu.