Love, Death & Robots é visceral! | Indicação

Love, Death & Robots

Quando nos questionamos sobre séries de animação da Netflix, sempre pensamos nas mais clássicas. Então, nos vêm à mente coisas como, por exemplo, BoJack Horseman. E, após o lançamento da interatividade em suas produções, muitos se perguntavam quando a empresa inovaria mais uma vez. Pois é, meus amigos, ela fez de novo. Mas, nesse caso, ela não mudou nossa forma de assistir mídia audiovisual, ou meios de streaming. Ela inovou com uma série que possui algo completamente único. E une essas duas coisas sobre as quais falei: inovação e animação. Eu estou falando sobre Love, Death & Robots.

Pois bem, essa série foi um estouro na minha cabeça desde seu primeiro episódio. Eu já fui assistindo sabendo que seria boa, pois já havia tido indicações que diziam que ela era muito boa. Mas eu não esperava que ela fosse fantástica. Isso porque, o conceito da obra é muito único e traz elementos que lembram Black Mirror, Animatrix, Além da Imaginação, entre outros.

Love, Death & Robots

“Mas do que se trata?” A série é uma coletânea de animações (18 em sua primeira temporada) que tratam de aspectos sobre Amor, Morte e Robôs (seu título). E olha… se você gosta de programas viscerais, esta é para você. Com a palavra “amor” no título, eles não estavam brincando. A série é recheada de cenas picantes e adultas muito bem produzidas. Com Morte eles também não estavam brincando, temos violência extrema em cada episódio desta série. E robôs, eu só acrescentaria que não são apenas robôs, pois formas alienígenas também poderiam se encaixar no título. Mas, talvez ficasse piegas.

Sobre a Produção

A série é uma produção de Tim Miller com David Fincher. Os dois selecionaram contos da internet (e de autores conhecidos) com essas características, e levou cada conto à uma produtora de animações. E cada uma delas fez um episódio da série. Assim, todo episódio possui um traço diferente, bem como uma história e um universo diferente.

Love, Death & Robots está na Netflix e merece a sua atenção. São 18 episódios, mas são curtinhos, variam de 6 minutos à 20 minutinhos no máximo. Então dá para ver em um dia. Eu só aconselharia a não ver todos de uma vez só.

Mas e você? Já assistiu a Love, Death & Robots? Comenta aí embaixo o que achou! 😀
Lucas Gabriel

Estudante de Tecnologia da Informação, apaixonado por cinema, música e boas histórias de terror e drama! Adora discutir teorias malucas sobre séries ou filmes. Nerd assumido desde pequeno. Fã do Quentin Tarantino (inclusive acredita na teoria de que todos os filmes formam um só), Star Wars, Harry Potter, FRIENDS e filmes, como Laranja Mecânica, Donnie Darko e Nosferatu.