Vidro estreia e as primeiras críticas são negativas

Vidro

30A sequência de Fragmentado e Corpo Fechado, Vidro, deixou a todos ansiosos. Isso porque a premissa dos filmes anteriores é maravilhosa e, ao descobrir, que são de uma mesma franquia, ficamos todos loucos para saber o que aconteceria. Pois é, estávamos esperando por meses este filme sair. E ele saiu, mas para a mídia e os críticos por enquanto. E, para nossa decepção e apreensão, as primeiras críticas do longa são péssimas. Parece que o filme não atendeu a nenhuma das expectativas que estavam sendo criadas.

A Variety publicou: “É bom ver Shyamalan de volta […], mas Vidro nos deixa entediado ao invés de assombrado; é mais chato do que interessante ou animador. Talvez porque revisitar esse material parece um pouco oportunista, e talvez seja por causa dos filmes de super-heróis que sugaram todo o mistério que havia em uma história em quadrinhos. “

Vidro - Header

Enquanto a Heroic Hollywood disse: “Vidro é uma grande decepção. Nada no filme faz sentido. Todas as tramas criadas na primeira metade do filme se desintegra até o fim. O diretor realmente tenta enganar o público e fazê-los pensar que a trama vai seguir por um caminho, quando vai para uma direção completamente diferente, criando um final muito anti-climático que não funcionou pra mim. Se você é um fã de Corpo Fechado e Fragmentado, eu acho que esse filme vai te decepcionar. Vidro foi completamente abominável, possivelmente o pior filme que já vi desde Venom, mas pelo menos é possível se divertir com aquele outro.”

Alguns sites ainda elogiam as atuações de James McAvoy, Samuel L. Jackson e Bruce Willis. Entretanto, em um geral, a maioria das críticas é muito negativa.

Mas e você? Ainda tem esperanças em gostar de Vidro? Comenta aí!

Mais Postagens:

Lucas Gabriel

Estudante de Tecnologia da Informação, apaixonado por cinema, música e boas histórias de terror e drama! Adora discutir teorias malucas sobre séries ou filmes. Nerd assumido desde pequeno. Fã do Quentin Tarantino (inclusive acredita na teoria de que todos os filmes formam um só), Star Wars, Harry Potter, FRIENDS e filmes, como Laranja Mecânica, Donnie Darko e Nosferatu.