A Maldição da Residência Hill: As Melhores Curiosidades

A Maldição da Residência Hill

Falar pouco sobre série boa é impossível e cá estamos nós falando, novamente, sobre A Maldição da Residência Hill. Pois é, esta série eletrizante de terror que conquistou fãs por todo o globo nos deu muito pano para a manga. Já temos posts mostrando fantasmas escondidos na série e sobre os momentos que mais assustaram o elenco. Entretanto, ainda não tínhamos feito uma lista só de curiosidades (gerais) sobre a série. Então, chegou a hora de descobrirmos algumas das melhores curiosidades sobre A Maldição da Residência Hill. (Como o título da série é muito grande, durante o post chamarei a série de Hill House apenas).

Para quem nunca ouviu falar da série, fica aqui um aviso que este post pode conter spoilers, então, você foi avisado. Mas, pensando em você, vamos dar uma breve introdução à história.

A série conta momentos perturbadores da vida de uma família que teve seu dia-a-dia completamente alterado após mudarem-se para a residência Hill. Coisas inexplicáveis acontecem constantemente, alguns dos familiares buscam explicações lógicas e fingem não ser nada anormal. Entretanto, sabemos muito bem que estes casos, geralmente, estão longe de passar por qualquer normalidade do mundo.

De qualquer forma, chega de enrolação e vamos às:

As Melhores Curiosidades de A Maldição da Residência Hill

  • A primeira curiosidade é algo que fica bastante claro durante a série inteira: ela é baseada em um livro. Sim, isso mesmo, o livro que Steven escreve sobre a casa realmente existe. Contudo, não se trata exatamente da mesma história e não, não foi o Steven que o escreveu. Na verdade, o livro que baseou a história recebeu o nome (no Brasil) de A Assombração da Casa da Colina. Ele foi escrito por Shirley Jackson e possui um enredo bem diferente. O livro não trata sobre uma família, mas sim de uma expedição até a casa da colina comandada pelo doutor Montague para provar que existem acontecimentos estranhos na casa.

  • Mesmo não tratando a história do livro, Hill House mantém partes da narrativa e faz referências fortes por meio de nomes. Um grande exemplo disso é o nome da Nell, Eleanor Crain, no livro também temos uma Eleanor muito importante, contudo seu nome é Eleanor Lane. Nomes como Luke e Hugh também aparecem no livro.
  • Muita gente chegou a comparar Hill House com Lost, devido a alguns momentos da série. E, acreditem, estas pessoas não estavam muito erradas. Isso porque a série realmente inspirou-se em Lost para fazer algumas coisas. O criador, Mike Flanagan, admitiu em entrevista para a Variety ter se inspirado em Lost para fazer a abordagem narrativa. Um exemplo disso é a série ter um episódio focado em cada personagem, como houve na primeira temporada da série de J.J. Abrams. “Eu posso admitir sem vergonha que foi algo que eu aprendi assistindo a primeira temporada de Lost. Eu amei o jeito que a série me colocava na pele de um personagem específico por um episódio e então largava. Isso criou uma antecipação pra mim, porque eu disse, ‘Eu mal posso esperar para voltar a explorar esse personagem’. 

  • Essa é uma curiosidade que muita gente já sabe, mas ainda existe muita que não sabe. Durante os flashbacks, Hugh Crain, o pai das crianças, te parece familiar? Se você não o reconheceu de cara, ainda assim imaginou que o rosto dele é familiar, não é? Pois é, ele é o ator Henry Thomas que viveu o Elliot em E.T: O Extraterrestre.

  • Então, já que estamos falando de elenco, vamos terminar falando sobre mais alguns rostinhos conhecidos na série. A atriz que interpreta a Theo adulta, Kate Siegel, interpretou a protagonista surda-muda de Hush: A Morte Houve. Já a atriz que interpreta a Liv (mãe das crianças) é uma conhecida atriz dos anos 80 e 90: Carla Gugino. Ela também protagonizou outro grande título recente da Netflix: Jogo Perigoso, adaptação de um livro do grande Stephen King.

Mas e aí? Você curtiu as curiosidades? Conhece mais alguma? Então conta pra a gente! 😀
Lucas Gabriel

Estudante de Tecnologia da Informação, apaixonado por cinema, música e boas histórias de terror e drama! Adora discutir teorias malucas sobre séries ou filmes. Nerd assumido desde pequeno. Fã do Quentin Tarantino (inclusive acredita na teoria de que todos os filmes formam um só), Star Wars, Harry Potter, FRIENDS e filmes, como Laranja Mecânica, Donnie Darko e Nosferatu.