Mogli: Entre Dois Mundos – Você precisa ver!

Mogli

“Tenha fé em tudo que acredita, dois mundos distintos são…” Não, pera… filme errado (haha)! Hoje vamos falar sobre o novo Mogli da Netflix. Mogli: Entre Dois Mundos dirigido por Andy Serkis. Pois é, demorou um pouco, o longa passou por algumas controvérsias mais enfim saiu. E, que filme, meus amigos! Se você ainda não viu, veja, porque ele merece ser visto! Mas não precisa ver agora não, espera um pouco, fica, toma um café e lê esse post primeiro. Porque eu tô aqui pra te dar ótimos motivos para você realmente ver esse filme. Claro que não quero criar muita expectativa em você, pra de repente você se decepcionar. Contudo, é bom já ir um pouco ansioso.

Eu fui assistir este filme sem muitas esperanças. Já havia visto a animação da Disney algumas vezes, mas preferia Tarzan. Apesar de reconhecer a importância da animação do Mogli. Recentemente a Disney também havia lançado um live-action do personagem, que eu não tive muito interesse de ver. Então, certa noite, estava em casa, e resolvi ver um filme na Netflix e lá estava este filme que eu já tinha ouvido tanto falar. Por confiar muito no grande Andy Serkis resolvi dar uma chance. O filme está simplesmente excepcional.

Primeiro Motivo Para Assistir

O primeiro motivo que eu te dou para assistir é a maturidade do filme. A animação da Disney já possui, de certa forma, uma temática bem séria. Entretanto, por ser um longa infantil, não seria bem visto se trata-se um pouco mais de violência e outras coisas. Já no filme dirigido por Andy Serkis, a violência acontece. Não de maneira exagerada ou gratuita. Mas na medida certa, principalmente por tratar-se de um filme com uma criança como protagonista. Assuntos abordados vão de desmatamento, preconceito entre povos e, para mim, trata muito da flexibilidade de valores e a liberdade de nos adaptarmos a novas realidades.

Segundo Motivo Para Assistir

A fotografia e o CGI do filme estão maravilhosos! Com cenas de paisagens lindas de encher os olhos dos amantes da natureza. Os personagens animais não são totalmente personificados, eles mantém suas características físicas e instintos selvagens. Mas com uma profundida muito linda de se ver nas expressões e nos detalhes da computação gráfica. Em alguns momentos passamos a acreditar que o Baloo, vivido pelo Andy Serkis é real. Sem contar a beleza do tigre Shere Khan, vivido pelo Benedict Cumberbatch (pessoalmente, meu ator favorito). O tigre possui cores vivas que, ao entrar em contraste de lugares e cenas sombrios, dão um destaque forte ao vilão.

Terceiro Motivo Para Assistir

O terceiro motivo para você dar uma chance a Mogli – Entre Dois Mundos é o elenco. Sim, sem dúvidas um dos pontos mais fortes deste filme. Serkis soube escolher seus parceiros de set impecavelmente. A começar pela escolha do tigre Shere Khan. Cumberbatch sem dúvidas trouxe um ar muito mais forte e poderoso ao personagem. Sua voz forte que marca presença, e traz uma postura destemida ao personagem. O Andy Serkis como Baloo é sem igual. Falar que ele atuou bem ou que fez uma captação de movimento excepcional é lugar comum. O cara é incrível em todos os seus personagens, e com o urso Baloo não é diferente. Além disso, ainda temos a participação de Christian Bale como a pantera Bagheera fazendo mais um papel excelente. Nos dá raiva quando precisa e nos encanta e cativa quando necessário. Simplesmente incrível!

Então, aí estão alguns motivos que te dou para assistir a Mogli – Entre Dois Mundos.

Mas me diz, você já viu o filme? Comenta aí! E se não viu, assiste e volta aqui para dar suas impressões! 😀

Mais Postagens:

Lucas Gabriel

Estudante de Tecnologia da Informação, apaixonado por cinema, música e boas histórias de terror e drama! Adora discutir teorias malucas sobre séries ou filmes. Nerd assumido desde pequeno. Fã do Quentin Tarantino (inclusive acredita na teoria de que todos os filmes formam um só), Star Wars, Harry Potter, FRIENDS e filmes, como Laranja Mecânica, Donnie Darko e Nosferatu.