Winchester: A mansão que inspira filmes e séries

Você já assistiu Supernatural? Conhece os irmãos Winchester? E o filme Winchester? Já ouviu falar da origem disso tudo? Considerada uma das casas, se não a mais, assombradas do mundo, a Mansão Winchester está localizada em San Jose, Califórnia, Estados Unidos. O local se tornou famoso por conta de sua grande quantidade de avistamentos e atividades, até o momento, sem explicação natural. Hoje o Minha Série Favorita traz para você todas as informações sobre a estranha residência, conhecida como a casa dos fantasmas.

Quem foram os Winchester?

Não, eles não foram caçadores do paranormal. Caso você nunca tenha ouvido falar sobre, a família Winchester ficou famosa por serem os criadores dos Rifles Winchester. Mercadoria essa que se tornou extremamente popular na metade do século XIX, onde era comum, principalmente, no oeste americano. A companhia acabou se dividindo e encerrando suas atividades em 1970, mas as U.S. Repeating Arms continua utilizando a marca Winchester para divulgar seus produtos.

Tá, mas e o que os Winchester tem a ver com a história da casa assombrada? Tudo começa em 1862, quando Sarah Pardee se casa com William Winchester, filho do criador dos Rifles Winchester. A vida dos dois foi, relativamente, tranquila, sem muitos pontos interessantes para citar, no entanto, a situação de Sarah se complicou depois da morte de William em 1881. A partir desses momentos, barulhos começaram a ser ouvidos em sua residência e, sem saber o que fazer, a viúva recorre a um centro espírita situado em Boston.

A casa para os espíritos

Chegando no centro, Sarah foi encaminhada para uma médium que fez uma surpreendente revelação: seu falecido marido era rodeado pelos espíritos das pessoas que morreram pelos Rifles Winchester. Completamente desnorteada, Pardee aceita uma estranha missão: construir quartos em sua casa para que os espíritos de luz pudessem descansar em paz. Foi-lhe dito que, ao fazer isso, os barulhos cessariam, no entanto, Sarah continuou construindo quartos e cômodos até o fim da sua vida.

Eram as entidades que diziam o que ela deveria fazer, durante as invocações que ocorriam no famoso Quarto-Azul (a propósito, esse é considerado o local mais maldito da casa). Dinheiro, em momento algum, foi problema, uma vez que seu falecido marido era filho de um empresário de sucesso. Sarah não pensou duas vezes antes de atender todas as exigências do que quer que fosse que estavesse se comunicando com ela. Foram mais de 38 anos de trabalho, que gerou um enorme labirinto de escadas e portas que não levam a lugar algum.

Sarah morreu em 1922, depois de gastar aproximadamente 5.5 milhões de dólares, que hoje equivalem a U$ 71 milhões. A mansão foi completamente construída no estilo Wueen Anne Vitoriano e, no final dos 38 anos, o resultado foi incrível:

  • 2.5 hectares de área
  • 47 lareiras
  • 13 banheiros
  • 52 claraboias
  • Quase 1000 janelas
  • 600 portas
  • 3 elevadores
  • 40 quartos (32 a mais do que havia enquanto William era vivo)
  • 78 litros de tinta necessários para a pintura da mansão.

Existem diversas características interessantes no lugar. Entre todas as coisas que Sarah projetou, se destaca uma escada que acaba no teto, portas largas demais ou esguias demais, para comportar fantasmas de diferentes tamanhos. Existe uma porta em especial que, ao ser aberta, dá para uma queda de dois andares! Também podem ser encontradas passagens secretas no decorrer de toda a casa e uma escada em ziguezague, com sete desvios, que não leva a lugar nenhum.

A teoria de que o local não é normal se sustenta bastante pelo relato dos funcionários, que dizem que portas se fecham sozinhas, mudanças de temperatura repentinas acontecem, pessoas desconhecidas aparecem e desaparecem de quartos e corredores. Há uma infinidade de informações que são passadas para a mídia e população local, no entanto, nada disso podemos afirmar veracidade. Para muitos, a mansão, e em especial, o quarto-azul, é uma passagem par ao outro lado. Caso você tenha curiosidade, vários relatos podem ser lidos no site oficial da Mansão Winchester.

Atualmente, o local está aberto a visitação e é uma atração turística muito apreciada na Califórnia. Os preços variam, mas costumam ficar em torno dos 30-40 dólares, sendo, o mais caro, com aproximadamente 2 horas de duração. Além disso, vários filmes, jogos e séries são inspirados na lenda. Você conhece algum que vale a pena compartilhar?

Diga-nos o que achou de saber um pouco mais sobre a casa dos espíritos e deixe um comentário!

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).