Rambo: As Melhores Curiosidades da Franquia

Em 1982, conhecemos um dos personagens mais icônicos dos filmes de ação: Rambo! Se você é fã da franquia, ou ao menos gosta um pouco dela, já deve saber que o quinto filme está pra sair e promete a volta de Sylvester Stallone em grande estilo, ao lado da atriz Paz Vega. Ultimamente, muitas notícias a respeito de Rambo V tem circulado na mídia, e, é claro, não poderíamos deixar de falar um pouco mais sobre essa incrível franquia que faz sucesso até os dias de hoje.

Já fazem 36 anos desde que vimos Stallone protagonizar a série pela primeira vez e essa nova etapa está prometendo bastante. A ansiedade e as expectativas não param de crescer, sendo assim, preparamos uma pequena lista de curiosidades para ajudar a passar o tempo, enquanto  2019 não chega.

As Melhores Curiosidades de Rambo

  • Rambo é inspirado em uma pessoa real. Sendo mais especifica, em um soldado, herói de guerra americano, chamado Audie Murphy. Durante a Segunda Guerra Mundial ele recebeu mais de 20 medalhas por sua bravura, não apenas dos EUA. A história de Murphy tem um filme, que, inclusive, foi interpretado por ele. Mesmo sofrendo de estresse pós-traumático, ele se tornou ator e morreu na década de 70, em um acidente aéreo.
  • O nome de Rambo veio enquanto o escritor David Morrell comia uma maçã. Sim, isso mesmo, meus amigos, Rambo é uma variedade de maçã e é justamente esse o significado do icônico nome. Segundo Morrell, ele não sabia qual nome dar para o personagem principal de seu livro, então, pensativo, foi comer uma maçã. Ela estava tão deliciosa que o escritor questionou sua esposa, se perguntando de qual variedade se tratava e ela respondeu “Rambo”.
  • Mas não foi só a maçã que fez David escolher o nome de seu personagem, na mesma época em que escrevia Programado para Matar, o canadense estudava as obras de Rimbaud, um poeta francês que Morrell adorava. “Rimbaud”, as vezes, era pronunciado de uma forma semelhante a “Rambo”.

  • Jerry Goldsmith foi compositor de 3 dos 4 longas da franquia, ficando de fora apenas do último.
  • Sylvester Stallone, a principio, recusou o papel de Rambo. Vários atores já haviam sido considerados para o trabalho, isso incomodou um pouco o interprete. Além do mais, ele não achava que o projeto sairia do papel, o astro só aceitou trabalhar depois que falaram que ele poderia modificar o personagem e escrever o roteiro de uma forma que Rambo ficasse menos louco e traumatizado.
  • E por falar na seleção de Sylvester, ele teve que malhar pesado para conseguir o corpo do personagem. Tirando a parte que ele já tinha preparado por ter gravado Rocky III pouco antes de começar as filmagens de Rambo, Stallone teve que treinar entre 2 e 3 horas todas as manhãs, ia para o set, ficava mais de 10 horas lá, voltava para a acadêmia e passava mais 2 ou 3 horas preparando o físico. Ao todo, ele tinha cerca de 6 horas de sono, apenas.
  • Que Rambo II é um dos filmes de maior sucesso da franquia, todos nós sabemos, mas você sabe como o roteiro dele foi escrito? Era James Cameron o roteirista responsável pelo projeto, mas foi Stallone que deu todos os toques que faltavam para uma boa trama. Enquanto Cameron imaginava algo com mais ação, Stallone colocou a política no filme.

  • Foi ideia de Stallone adicionar ao enredo os prisioneiros de guerra, o romance com Co Bao e os militares desaparecidos no segundo filme. Bem pensado, não?
  • Rambo III foi um projeto lotado de problemas. Primeiro que o diretor, Russell Mulcahy, abandonou o trabalho – ou foi demitido – por conta de intrigas com os produtores do filme, principalmente quando o assunto foi criatividade. Quem assumiu o lugar de Russell foi Peter MacDonald, que nunca tinha dirigido um longa na época. Ele só teve dois dias para assumir a cadeira e a produção acabou sendo a mais cara da história do cinema na época.
  • E para quem não estava interessado no papel, quem diria, Sylvester Stallone queria filmar Rambo IV antes de Rocky Balboa. O filme de Rocky saiu em 2006, enquanto Rambo só foi para as salas de cinema em 2008, mas isso aconteceu por motivos de ordem de produção. Além do mais, esse foi o primeiro filme da serie que foi completamente dirigido por Stallone.

  • Mas, vamos mudar um pouco de ator e ir para a interprete da personagem Sarah Miller. Na época em que Julie Benz foi escalada para o papel, um dos principais motivos da aprovação de Stallone, em Rambo IV, foi o fato dele ser um grande fã do seriado Dexter, no qual ela trabalhava.
  • O personagem Samuel Trautman, nosso já conhecido coronel, estava previsto para retornar para as telonas em Rambo IV. Ele tinha inclusive ator contratado, James Brolin, que ia substituir Richard Crenna que faleceu algum tempo antes. Infelizmente, o personagem foi cortado da versão final do roteiro. Que pena, hein?
  • No final original, Rambo deveria ter morrido. É assim que termina o livro, com o suicídio do soldado, no entanto, quando a cena foi exibida pela primeira vez, a equipe e a audiência odiou o desfecho. Como assim a única forma de lidar com traumas seria se matando? Por isso, o final do primeiro filme foi reescrito.
  • E continuando no assunto “mortes”, sabemos que isso é o que mais podemos ver na franquia de Rambo, mas você já reparou algo muito interessante se compararmos o primeiro e o quarto filme? Enquanto que, em Rambo: Programado Para Matar, o personagem não faz sequer uma vítima fatal (só quase…), em Rambo 4 ele tem uma média de 2,59 mortes por minuto! Ao total, 236 pessoas são mortas no longa lançado em 2008.

O novo filme ira se chamar “Rambo 5: Last Blood” (Rambo 5: Último Sangue), uma referencia direta ao primeiro filme da série, que tem o subtítulo original sendo “Rambo: First Blood” (Primeiro Sangue, em tradução livre).

Diga-nos o que achou de saber um pouco mais sobre a franquia! Deixe seu comentário logo abaixo.

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).