Tarzan (1999): As Melhores Curiosidades Sobre O Filme

Esse ano a história de Tarzan completou 100 anos de cinema. Isso mesmo, já um século desde que o personagem apareceu pela primeira vez nas telonas. Mas ele nasceu bem antes disso. A criação do personagem veio no ano de 1912 com o escritor americano Edgar Rice Burroughs que, a proposito, nunca pôs os pés numa selva. Foi Edgar o responsável por criar a história original onde um bebê, filho de nobres ingleses, é adotado por uma macaca após seus pais serem brutalmente assassinados por um animal selvagem.

Existem algumas divergências entre as várias versões diferentes de adaptações e a origem de tudo, mas com certeza uma das mais famosas é a contada pela Disney, que estreou a cerca de 19 anos atrás, em 1999.

Hoje trazemos para vocês algumas das melhores curiosidades dessa história contada pelos estúdios Walt Disney!

As Melhores Curiosidades Sobre Tarzan (1999)

  • Existe uma diferença entre a história original, escrita por Edgar Rice Burroughs, e o filme. No livro, quem mata os pais de Tarzan é um gorila chamado Kerchak, ao contrario do que acontece na adaptação, onde o Kerchak é substituído por um leopardo. Isso aconteceu para que o personagem parecesse mais simpático para o público, e, coincidentemente, cientistas já provaram que os gorilas não são tão violentos como aparece no livro de Edgar.
  • Outra diferença do livro para as adaptações que vale a pena ser citada é o grito de Tarzan. O icônico barulho que o personagem faz não é citado por Edgar, ele é uma criação de Johnny Weissmuller, o mais famoso interprete do personagem nos cinemas. O filme se chama “Tarzan, O Filho da Selva” e foi lançado em 1932.

  • De acordo com seu criador, na língua dos macacos, Tarzan significa “pele branca”.
  • O Deep Canvas foi uma tecnologia desenvolvida pela Walt Disney Pictures especialmente para o longa. O objetivo dela era inserir objetos 2D em contextos tridimensionais.
  • Essa foi a segunda vez que Glenn Close dublou um personagem da história de Tarzan. Sua primeira vez foi em Greystoke – A Lenda de Tarzan, o Rei da Selva, onde ela deu voz a Jane Porter. No longa animado da Disney ela interpreta Kala, a gorila que salva o bebê.
  • Todas as canções do longa foram compostas por Phil Collins, um cantor e compositor alemão. Ao todo foram cinco músicas das quais quatro delas foram interpretadas pelo próprio cantor em inglês, francês, italiano, espanhol e alemão.
  • O filme ganhou o Oscar e o Globo de Ouro de Melhor Canção Original com “You’ll Be in My Heart”. Já no Grammy a produção faturou o prêmio de Melhor Trilha Sonora.

O que achou de saber um pouco mais sobre esse clássico da Disney?

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).