A Culpa é das Estrelas: Confira as melhores curiosidades

Sucesso de bilheteria no ano de 2014, A Culpa é das Estrelas é um filme baseado na obra literária de John Green e dirigido por Joah Boone na Temple Hill Entertainment. Sendo, posteriormente, distribuído pela 20th Century Fox. O longa que conta a história de Hazel e Gus, dois jovens portadores de câncer que se conhecem em um grupo de apoio, foi exibido pela primeira vez no Festival de Seattle em 16 de maio de 2014. Já nos cinemas, a produção faturou cerca de 304 milhões de dólares!

Se o livro já foi um best-seller, não era de se estranhar que o filme viesse repleto de boas expectativas e podemos dizer que muitas delas foram sanadas, não? Bom, de qualquer forma, hoje trouxemos para vocês algumas das melhores curiosidades sobre o longa!

Atenção: O texto abaixo contem spoilers.

As Melhores Curiosidades Sobre a Culpa é das Estrelas

  • Hazel, a protagonista da trama, foi inspirada em uma menina real. Seu nome é Esther Earl. No entanto, a personalidade e vida da personagem é completamente fruto da criatividade de John Green. “Eu era amigo de uma garota chamada Esther Earl, autora e vlogger americana, que morreu de câncer em 2010 quando estava com 16 anos. Eu nunca poderia ter escrito A Culpa é das Estrelas sem ter conhecido e admirado a Esther.”
  • A primeira cena filmada para o longa foi a que Gus chega numa limousine para buscar Hazel em casa.

  • O autor do livro quase apareceu no filme. Segundo Green, ele fez uma participação especial na cena em que Hazel e Gus aparecem no aeroporto indo para Amsterdã, no entanto, essa minutagem foi cortada na versão final. “Trata-se da cena em que Hazel e Gus estão no aeroporto indo para Amsterdã. Lá, uma garota (eu interpretei o pai dela) pergunta a Hazel sobre a cânula que ela usava e então tenta arrancar o tubo. Essa cena acontece no livro, mas no filme o tempo é diferente. Ela foi cortada não porque eu fui um péssimo ator (apesar de ter sido), mas porque a cena criava uma pausa desnecessária no filme. (…) Dito isso, acho absolutamente hilário ser cortado do filme adaptado do meu próprio livro e é por isso que eu não vou me calar sobre esse assunto.”

  • Mas não foi porque foi cortado nas gravações que John não participou do filme. Ele esteve presente em quase todas as cenas e deu várias dicas aos atores sobre como os personagens se comportariam. Ah, e ele chegou a se emocionar muitas vezes durante as gravações.
  • E por falar em cenas emocionantes, a do elogio fúnebre foi a que mais demorou para ser filmada. O elenco ficou acordado a noite inteira para fazer a encenação da melhor forma possível. Mas a mais emocionante para a equipe foi quando Hazel recebeu a notícia da morte de Gus, pelo que dizem, todos os presentes no set choraram.

  • Shailene Woodley, interprete de Hazel no longa, escreveu várias vezes para o autor do livro e para o diretor do filme. A atriz estava tão determinada em ser uma boa Hazel nos cinemas que cortou seu longo cabelo e o doou para uma instituição que produz peruca para portadores de câncer.
  • No entanto, antes que Woodley fosse escalada, Hailee Steinfeld e Liana Liberato foram cotadas para o papel da personagem principal.

  • Segundo o próprio criador da história, existe um motivo para os nomes dos personagens principais serem Hazel e Augustus. Hazel é uma cor em transição e seu nome foi usado para simbolizar a vida da personagem que sempre parece estar no meio do caminho: entre a vida e morte, a infância e a vida adulta, a doença e a saúde. Já quando o assunto é Gus, o comentário do autor é: “Augustus é o nome de imperadores romanos, certo? É um grande nome associado a noções tradicionais de grandeza. Mas Gus é o nome de uma criança. É curto e fofo. No livro, ele vai da força à fraqueza, que é o oposto da jornada do herói habitual. Ele começa sendo um garoto confiante e pretensioso e então se torna vulnerável. Para Gus, esse é um processo brutal. Mas a sua capacidade de estar naquilo com Hazel e de se permitir amar e ser amado, apesar da perda de si mesmo que ele cuidadosamente cultiva, é o que na minha cabeça parece muito mais heroico do que as noções tradicionais” Você já imaginou isso?
  • Alguns atores tem o costume de levar algo do set consigo sempre que acabam as filmagens. Shailene levou para casa a camiseta de Bulldog, usada por Augustus, como uma espécie de recordação.

E então? Sabia de todas essas curiosidades sobre A Culpa é Das Estrelas? Deixe sua opinião nos comentários!

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).