Megatubarão: As Melhores Curiosidades do Filme

Atualmente o filme Megatubarão (The Mag, em inglês) está disponível em cinemas espalhados por todo o país e não podemos dizer ainda se ele terá ou não uma boa bilheteria, mas é interessante notar que a obra já divide a opinião de críticos e amantes de filmes de suspense. A sinopse fala sobre um grupo de pesquisadores que fica preso em um submarino na mais profunda fossa do mundo no oceano pacífico: a Fossa das Marianas. Com isso, um oceanógrafo chinês decide contratar Jonas Taylor para realizar a difícil missão de salvar a tripulação. Jonas é especialista em resgates em águas profundas e acaba tendo que enfrentar o gigantesco tubarão de 20 metros em um verdadeiro pesadelo embaixo d’água.

O longa acabou de estrear, o que não signifique que já não contemos com algumas interessantes curiosidades sobre sua produção. Sendo assim, venha comigo nesse enorme mergulho no universo do Megalodon!

As Melhores Curiosidades Sobre Megatubarão

  • O filme foi a adaptação de uma obra escrita por Steve Alten em uma série intitulada Meg. O livro original se chama Meg: A Novel of Deep Terror (Meg: Um romance sobre terror profundo, em tradução livre), lançado no ano de 1997. Além de seu primeiro livro sobre o gigantesco animal, existem mais cinco histórias adicionais sobre o, agora, conhecido Megalodon.
  • Mas o que é o Megalodon (ou Megalodonte)? É difícil imaginar, mas a criatura que aparece na trama realmente existiu. O Megalodon seria um animal pré-histórico que se assemelha muito ao tubarão branco que temos atualmente, porém sendo beeeeem maior. Para se ter uma ideia, apenas um dos dentes da criatura poderia superar facilmente os 17 centimilímetros de comprimento, pesava facilmente 50 toneladas e media uma média de 10 a 18 metros. O Megalodonte vivia no oceano pacífico e, atualmente, acreditasse que o motivo de sua instição seria o frio oceano da região onde eles costumavam caçar baleias.

  • E saindo um pouco da parte histórica da coisa, vamos começar a falar sobre a produção. Os cineastas relataram ter passado mais de um ano desenvolvendo a ideia e o design de como seria o Megalodon.
  • Belle Avery, produtora da trama, teve que fazer 22 viagens até a China durante o desenvolvimento da obra e acabou sendo detida pela alfândega em todas as vezes. Segundo Avery, sempre a questionavam sobre os gigantescos dentes de sete polegadas que a profissional estava carregando.
  • A produção foi uma incrível parceria entre a Comissão de Cinema da Nova Zelândia, Turismo de Auckland, Eventos e Desenvolvimento Econômico (ATEED), Warner Bros. Pictures e Gravity Pictures e teve um orçamento de aproximadamente U$130-178 milhões. Além disso, cerca de 16 barcos estavam presentes durante as filmagens em alto-mar.

  • Nem todos os animais que aparecem no filme são reais. Alguns são apenas inspirados na vida marinha da região, mas trabalhados para parecerem ainda mais incríveis. Isso tudo foi obra dos artistas de efeitos visuais do filme.
  • Jason Statham, interprete do protagonista do filme, costumava ser membro do Esquadrão Nacional de Natação da Grã-Bretanha e chegou a participar de competições de mergulho na época.
  • E, por fim, a atriz Ruby Rose, que interpreta Jaxx, quase chegou a se afogar durante as filmagens. Infelizmente, é um risco que muitos atores correm ao se arriscarem a gravar cenas marinhas.

Você já assistiu ao filme? O que achou? Deixe sua opinião aqui nos comentários!

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).