Naruto: As Melhores Curiosidades sobre a saga

Em primeiro lugar, não, não haverá spoilers! Estou aqui hoje para contar um pouco mais sobre a famosa obra de Masashi Kishimoto, Naruto! O mangá se iniciou em 21 de setembro de 1999, há quase 19 anos atrás, e desde então tem sido inspiração para vários artistas e amado por fãs ao redor do mundo. Certo, sabemos que o anime deixou muito a desejar em alguns momentos, mas não vamos olhar pelo lado negativo da história. Afinal, se fez sucesso, teve motivo! Se você é uma das pessoas que ama a saga do ninja Uzumaki, convido-o a dar uma olhada mais profunda na criação de um dos personagens mais amados do Japão!

As Melhores Curiosidades Sobre Naturo

  • Vamos começar por um fácil, como Naruto nasceu? Kishimoto criou o primeiro esboço do personagem quando tinha apenas 16 anos, em 1988. Ele se apegou tanto ao desenho que o guardou dentro de seu guarda roupa por tanto tempo que chegou a esquece-lo por um período. No ano de 1996, Kishimoto teve seu primeiro mangá publicado e foi muito elogiado pela crítica. Todos queriam saber qual seria o próximo mangá do autor que na época passava por um enorme bloqueio criativo. Sem saber o que fazer, Kishimoto lembrou-se de seu velho esboço e decidiu trabalhar na criação daquele personagem. Esse desenho aleatório viria a se tornar Naruto.

  • Você sabe o que significa o nome “Naruto Uzumaki”? Naruto é como é chamado os tradicionais rolinhos de peixe rosa que são bastante consumidos no Japão, sobretudo no prato amado pelo protagonista, o lamen. O ingrediente é caracterizado por uma espiral cor de rosa em seu centro e esse mesmo simbolo aparece no logo da série. Além disso, Naruto também é o nome de uma cidadezinha na província de Tokushima, em seu país de origem. Já o nome de família do personagem significa “redemoinho”, que também faz referencia a forma como o lamen é preparado.

  • Todos sabem que dentro do corpo do jovem menino habita um ser mistico conhecido como “raposa de nove caldas”, no entanto, a ideia original não era exatamente essa. Kishimoto imaginou seu protagonista como a própria Kitsune, que, no folclore japonês, seria uma criatura que teria o poder de se disfarçar como um humano. Mas o seu editor na época convenceu o mangaká a transformar Naruto em um menino qualquer, tendo em vista que assim seria mais fácil que os fãs se identificassem com protagonista. Além disso, o terceiro Hokage seria nada mais, nada menos que um cachorro! Isso mesmo! E não apenas isso, ele seria o bichinho de estimação do Segundo Hokage.
  • Mas, por falar na kitsune, você sabia que ela foi inspirada em um personagem de Yu Yu Hakusho? O próprio Masashi confirmou certa vez que se inspirou na personagem Kurama Youko para criar o icônico personagem. Na série do famoso Togashi, Kurama seria uma youkai reencarnada no corpo de uma criança e que poderia se transformar numa raposa de quatro caudas.

  • Ichiraku é o nome da loja de lamen favorita de Naruto, e sabe o que é mais legal? A Loja realmente existe! Quando estava na faculdade, Kishimoto não tinha muito dinheiro, então costumava comer no restaurante de lamen para economizar. Esse local acabou sendo uma grande inspiração para o mangaká que decidiu leva-lo para sua obra de maior sucesso!
  • Uma curiosidade extra é que Naruto foi o primeiro mangá a receber o prêmio Best Graphic Novel da Quill Awards no ano de 2006.

Essas são apenas algumas das melhores curiosidades por trás da criação de uma das séries japonesas mais amadas do mundo. Muitas outras coisas estão por trás de seu enredo, principalmente envolvendo mitologias, mas, por hoje, vamos ficar apenas com “como o mangá surgiu e o que aconteceu antes dele ser o que é”.

Já sabia de tudo isso? Se sim, comente como ficou sabendo e, se não, fale o que achou!

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).