A Bela Adormecida: As Melhores Curiosidades

A Bela Adormecida foi o sexto filme animado lançado pela produtora Disney. Sua estreia no cinema americano aconteceu no dia 29 de janeiro de 1959 e sua produção está repleta de fatos curiosos. Tenho certeza que todos nós já assistimos ao clássico dos contos de fadas e filmes de animação, então vamos relembrar um pouco sobre essa incrível produção com a lista que segue abaixo.

As Melhores Curiosidades de A Bela Adormecida.

  • A produção foi longa, beeeem longa. Ela começou em 1951, com a escrita do roteiro e só em 1952 as vozes foram gravadas. No ano seguinte começou um árduo processo de animação, feito com métodos tradicionais. Essa fase foi a mais longa e durou cerca de cinco anos, até 1958. Ah, e a trilha sonora original ficou pronta um ano antes, em 1957.
  • A pintura também foi feita a mão, na realidade, foi a primeira vez que um filme da Disney foi feito assim. O processo de xenografia só veio em seguida.
  • Sem falar que o clássico foi gravado em 70mm, que é considerada uma qualidade superior à digital. Na época, poucas animações puderam se aproveitar disso, sendo assim, foi uma grande novidade.

  • O nome “Sleeping Beauty” foi inspirado pelo ballet! O russo Piotr Illych Tchaikovsky era o responsável pela apresentação que emocionou a todos no época. A produção pode ser vista na integra no youtube e estou disponibilizando para vocês acima!
  • Outra coisa que Tchaikovsky inspirou foi a trilha sonora do filme. Todas as canções presentes na trama são adaptações do trabalho do compositor e todas as obras foram tocadas pela Orquestra Sinfônica de Berlim.

  • Já o roteiro foi uma adaptação do conto La Belle au bois dormant, de autoria de Charles Perrault, mas essa não é a primeira adaptação, uma vez que o próprio Charles se inspirou na famosa obra dos irmãos Grimm, Little Brias Rose.
  • De todos os filmes de contos de fadas lançados pela Disney até o ano de 59, Felipe foi o primeiro a receber um nome e um papel realmente participativo na trama. Os nomes eram muito importantes para os roteiristas, atores e desenhistas, já que eles eram usados de referência para os artistas responsáveis pela animação.
  • Quem não se lembra da bela silhueta de Aurora? Ela foi inspirada na atriz Audrey Hepburn.

  • Algumas ideias que foram usadas no filme foram, na verdade, pensadas para A Branca de Neve, de 1937. Mas, infelizmente, não puderam ser realizadas na época por serem consideradas complexas demais.
  • O filme teve reestreias nos anos de 1970, 1979, 1986 e 1995. Já em 2014, o filme “Malévola” saiu nos cinemas, protagonizado por Angelina Jolie. A história conta a vida da maior vilã de “A Bela Adormecida”, nos mostrando tudo por um lado diferente, inclusive o que aconteceu para que ela se tornasse tão fria e dura.

  • Infelizmente, essa foi a última produção de contos de fadas de Walt Disney, já que ele faleceu em 1966, vitima de um câncer de pulmão. Depois disso, o próximo conto de fada só foi produzido em 1989 e se tratou do clássico “A Pequena Sereia”.

Gostou de saber um pouco mais sobre a princesa Aurora? Para os admiradores de animação, a forma clássica que foi adotada na produção de A Bela Adormecida é de encher os olhos. Nos conte um pouco mais sobre sua experiência nos comentários abaixo!

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).