O Rei Leão: Melhores Curiosidades do Filme

Canecas para Presente

O Rei Leão é o filme mais vendido em todos os tempos para reprodução caseira. Há mais de 55 milhões de cópias distribuídas só em VHS! Imagina somando com DVDs e Blu-rays, além de versões digitais. Sem falar em sua trilha sonora, que se tornou a mais vendida já feita para uma animação. Não é a toa que esse incrível filme marcou a vida de todos. É pensando em matar um pouco da saudade dessa maravilhosa trama dirigida por Roger Allers e Rob Minkoff que trago até vocês um compilado de curiosidades da obra.

Melhores Curiosidades de O Rei Leão

  • Nada de “O Rei Leão”. Segundo Don Hahn, produtor do longa, o filme seria chamado  “O Rei da Selva”.

    “Quando comecei a trabalhar em O Rei Leão, o filme chamava-se O Rei da Selva […] Era uma metáfora para essa história alegórica sobre o comportamento humano. Estávamos pensando na ideia de que existe uma selva lá fora e que o Simba deveria existir nessa selva. De toda forma, não havia selva na nossa história porque eles estão em uma savana. Então, pensamos ‘e se chamarmos o filme de O Rei Leão’. A história fala sobre um menino que quer ser rei e seu tio o acusa de assassinato, então ele cresce em uma floresta e deve retornar para recuperar seu trono. Esta é a história e fala sobre um rei leão, por isso escolhemos esse nome” revelou em entrevista.

  • Os nomes dos personagens não foram escolhidos aleatoriamente. Quase todos possuem uma referência a algum idioma do continente africano. Cinco deles levam nomes originários dos povos Suaíli, ou seja, do idioma Banto. Este língua é uma das oficiais no Quênia, na Tanzânia e na Uganda. Quer saber mais? Simba significa “Leão”, Sarabi é “Miragem”, Pumba é uma palavra para “Simplório” e Shenzi quer dizer “Mal-educado”. Além de Rafiki que tem o sentido de “Amigo”, Scar vem do inglês e significa “Cicatriz” e a querida Nala tem seu nome oriundo da palavra “Nós”.
  • Hakuna matata também é uma frase do idioma Banto e significa “sem problemas” ou “não se preocupe”. A música é uma das mais famosas composições já feitas para um filme e representa a filosofia de vida de Timão e Pumba!

  • A canção tema do filme, que ficou gravada em nossas memorias, é chamada “O Ciclo da vida” e foi escrita por Elton John e Tim Race. Cantada por Lebo M em língua Zulu, a tradução da bela canção tem muito a ver com a história. Confira abaixo!

Nants ingonyama bagithi baba

(“Aí vem um leão, pai”)

Sithi uhm ingonyama

(“Oh, sim, é um leão”)

Nants ingonyama bagithi baba

(“Aí vem um leão, pai”)

Sithi uhm ingonyama

(“Oh, sim, é um leão”)

Ingonyama

(“É um leão”)

Siyo Nqoba

(“Nós vamos conquistar”)

Ingonyama Ingonyama nengw’enamabala

(“Um leão e um leopardo vêm a este lugar aberto”)

  • Os desenhistas responsáveis pelas animações de Simba e Scar estavam em pontas diferentes do EUA. Enquanto Andreas Deja, criador de Scar, estava na Flórida, Mark Henn, desenhista de Simba, estava fazendo sua parte na Califórnia! Com certeza foi bem difícil conseguir criar as cenas onde os dois personagens interagiam.
  • Sabia que os dubladores de Timão e Pumba queriam, na verdade, ser hienas? Natan Lane e Ernie Sabella foram escalados para o papel que tanto desejavam, mas, pouco tempo depois, acabaram sendo realocados. De inimigos a melhores amigos!
  • E você se lembra da cena em que Mufasa fala para Simba sobre os leões no céu? Seus antepassados? Bom, o fato é que dá pra ver a constelação de Leão na cena!

  • Além disso, sabia que a cena “Se Preparem”, cantada por Scar, foi inspirada em cenas de nazistas comandados por Adolf Hitler?

  • E a emocionante cena da morte de Mufasa? Uma das cenas mais tristes já escritas pela Disney, que leva apenas três minutos, levou mais de dois anos para ser feita. Programadores tiveram que ser contratados para desenvolver um novo programa de computador só para que conseguissem criar a animação. Uma cena grandiosa para o nosso eterno Mufasa.

Você conhece mais alguma curiosidade que deveria entrar nessa lista? Compartilhe conosco!

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).