A Bela e a Fera (2017): As Melhores Curiosidades

O tão esperado live-action de A Bela e a Fera saiu nos cinemas no ano passado (2017) e foi um sucesso de bilheteria e critica. O filme é protagonizado por Emma Watson, dirigido por Bill Condon e resgatado pela Disney. A primeira adaptação animada do famoso conto francês foi lançada em 1991 e se tornou, rapidamente, um dos mais amados da empresa do nosso amado Walt. Não é a toa que o longa foi tão esperado e já começou a bater recordes antes mesmo de seu lançamento. É claro, houveram polêmicas, muitas, principalmente com a nossa protagonista e com o fato de um dos personagens ser retratado como homossexual. Mas não estou aqui para falar sobre isso, vamos deixar isso de lado e ler alguns interessantes fatos sobre a produção de The Beauty and The Beast!

As Melhores Curiosidades de A Bela e a Fera (2017)

  • Foi cogitada a possibilidade do filme não ser um musical. Bill Condon, diretor do filme, revelou em nas primeiras conversas que teve com os representantes da Disney sobre a nova adaptação, a companhia não tinha certeza se deveriam incluir musicas ao enredo. No final, Condon bateu o pé e disse que seria loucura investir na megaprodução sem as músicas originais do filme de 91 que encantou tantos jovens.
  • Bill também pediu para que os atores cantassem “Hakuna Matata” (O Rei Leão (1994) na audição. Ele fez isso para testar a voz dos candidatos e fez toda a diferença na seleção do elenco final do filme.

  • O responsável pela trilha sonora da animação, Alan Menken, participou na adaptação em live-action da obra. Ele foi escalado como compositor, ao lado de Tim Rice, e os dois acabaram criando novas músicas para o novo longa. Já a música de Gastão foi escrita pelo falecido Howard Ashman.
  • Sem duvidas houveram muitas dificuldades na produção do novo filme. Para Ewan McGregor, a maior de seu papel, Lumiere, era acertar o sotaque francês do personagem.

  • Emma Watson foi a atriz escolhida para interpretar a protagonista do filme, Bela. A escolha da interprete agradou tanto Paige O’Hara, dubladora da Bela no filme de 91, quanto Susan Egan, atriz que interpreta Bela na Broadway. Watson revelou em entrevista que é fã da animação desde que tinha seis anos.
  • O primeiro trailer do live-action atingiu quase 100 milhões de visualizações nas primeiras 24h.
  • Em entrevista, Emma revelou que teve dificuldades em não olhar para seus pés na cena onde os protagonistas dançam no salão. Dan Stevens, interprete da Fera, estava usando grandes sapatos especiais de aço e ela estava morrendo de medo que ele pisasse no pé dela.

  • Diferente do que acontece na versão animada, no live-action Bela também é uma inventora. O pedido dessa alteração foi feito pela própria Emma, que queria que a personagem tivesse um fundo que explicasse o motivo dos moradores da vila a tratarem de forma diferente. Além disso, a atriz também trocou as sapatilhas da personagem por botas e abandonou o avental. Ela também se recusou a usar espartilho como parte do figurino de sua personagem.
  • Poucas pessoas sabem, mas o filme lançado em 2017 foi o segundo live-action da história. O primeiro é um filme francês chamado Belle et la Bête.

  • Sem duvida, uma mega produção! Quem não se lembra da cena do salão de baile? O piso foi feito com nada mais nada menos que 1.115 metros quadrados de mármore artificial! Sem falar nos 10 enormes lustres acesos com velas. Por falar em velas, foram utilizadas mais de 8.700 delas! A decoração estimou que cerca de 1.500 rosas vermelhas enfeitaram o set de filmagens. Já a floresta encantada foi construída com árvores reais, cercas vivas, um lago congelado e mais de 20 mil pingentes de gelo, levando 15 semanas para ser finalizada.

  • Mas, com certeza, o que encheu os olhos de muitos foi o vestido de Bela. Ele levou mais de 12 mil horas para ser concluído (cerca de 500 dias) e conta com mais de 2.100 cristais Swarovski. Além de tudo, a produção do figurino também se preocupou em usar tecidos fair-trade, que são ecologicamente corretos e não utilizam mão de obra escrava.
  • Outra atitude muito bonita da produção foi resgatar cachorros do mais antigo e famoso centro de resgate e abrigo de animais do Reino Unido.

Gostou de saber sobre essas curiosidades? Conhece mais alguma? Nos conte sua experiência nos comentários!

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).