Perdido em Marte: As Melhores Curiosidades do Filme

The Martian (ou, Perdido em Marte, no Brasil) é um filme dirigido pelo muito conhecido Ridley Scott, lançado em 2015. A trama conta a história de Mark Watney, um astronauta que foi abandonado no planeta vermelho e precisa se virar para sobreviver o máximo de tempo possível. Ou pelo menos até o resgate vir.

O filme foi baseado num livro de mesmo nome, escrito por Andy Weir em 2011. Foi um sucesso de bilheteria e critica, além, é claro, de ser indicado a vários prêmios e ter agradado muito a comunidade cientifica. Um Sci-fy com o pé no chão, vamos dizer assim!

Muitas coisas interessantes aconteceram durante a produção do longa e trago aqui as melhores!

As Melhores Curiosidades de Perdido em Marte

  • O lançamento do filme foi adiantado. Inicialmente, a FOX planejava lançar o filme em março de 2016, mas mudou de ideia e ele saiu cinco meses antes, em outubro de 2015.
  • A tecnologia dos foguetes do filme é baseada em uma tecnologia real. Sua inspiração veio dos foguetes da empresa Ad Astra Rocket, fundada por Franklin Chang-Diaz, ex-astronauta da Agencia Nacional Americana NASA.

  • Ares 3 é o nome da missão que levou a equipe de Watney ao planeta vermelho. Talvez alguns saibam, talvez não, mas Ares é o nome do deus grego da guerra, conhecido como Marte na Roma! Já a missão enviada para resgatar o astronauta perdido se chama Hermes, que na mitologia grega é o emissários dos deuses, conhecido  também como protetor dos viajantes. Seu nome romano é Mercúrio!
  • A roupa usada pelos responsáveis da missão Ares 3 não era suficiente para aguentar uma viagem desse porte. Provavelmente, eles morreriam em condições reais. Mas não pense que a equipe fez isso por ingenuidade, já havia um consenso de que essas roupas não seriam as adequadas. O que aconteceu foi que as roupas reais seriam muito mais pesadas e não permitiriam muita movimentação dos atores, logo, os figurinistas aproveitaram a ideia dos trajes usados em um outro filme dirigido por Scott, Prometheus! Digamos que foi um sacrifício pelo bem-estar do elenco.

  • A cena em que Rich Purnell, personagem de Donald Glover, escorrega e cai enquanto ia buscar um café realmente aconteceu e não foi prevista. No entanto, o interprete continuou atuando e improvisando. No final, o diretor gostou tanto da cena, que decidiu deixa-la no filme.
  • É realmente possível cultivar batatas no espaço. Isso com certeza foi uma das coisas que deixou muita gente com um pé atrás, mas, em 2015 mesmo, astronautas conseguiram cultivar alface na Estação Espacial Internacional, em microgravidade. Existem tantos fatos científicos interessantes nessa adaptação que é possível fazer uma matéria inteira só com eles!

  • As cenas que aconteceram fora do habitat tiveram que ter a voz de Matt Damon regravadas. Isso porque as cenas tiveram sua velocidade diminuída para tentar imitar melhor a gravidade do nosso vizinho. Com isso, a voz do ator e a cena ficaram dessincronizadas.
  • Em 1996, Damon decidiu perder peso para fazer as cenas do filme Coragem Sob Fogo, e isso causou muitos problemas de saúde para o ator. Ele queria refazer esse feito em The Martian, mas Scott o proibiu de tentar qualquer uma dessas coisas novamente. Para as cenas em que Damon aparece extremamente magro, foi usado um dublê de corpo. Já nos closes no rosto de Matt eles usaram a maquiagem para fazer a mágica!

  • A NASA deu apoio incondicional para a adaptação do livro. Quando a versão original foi lançada, o autor foi convidado para visitar o centro de pesquisas espaciais e a agencia considerou um grande trabalho para a ciência a FOX querer adaptar tamanha história. O diretor, roteirista, produtores, atores e figurinistas tiveram suas dúvidas sanadas pelo diretor da Divisão de Ciências Planetárias e do Programa Executivo para a Exploração do Sistema Solar. A NASA também preparou pacotes com imagens de Marte e do interior dos centros espaciais, além de vários printscreens dos computadores.
  • O filme teve um orçamento de 106 milhões, contrapondo os mais de 600 milhões de dólares em bilheteria pelo mundo afora.

  • Prêmios! Muitos prêmios! A obra rendeu vários prêmios a equipe e ao elenco de atores, tendo, inclusive, várias indicações ao Oscar em 2016. Infelizmente o longa não ganhou um Oscar, mas venceu o Globo de Ouro, Lumiere Award, Movies for Grownups Award, Saturn Award, AFI Award, AAFCA Award e muitos outros prêmios. A maior parte da comunidade cientifica, de efeitos especiais e de fotografia! Sem dúvida, as imagens do filme são de tirar o fôlego de qualquer um.

Você já assistiu Perdido em Marte? Conte-nos o que achou!

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).