De que forma pode a industria cinematográfica abordar problemas sociais?

A indústria cinematográfica é provavelmente uma das mais pagas do mundo, sendo que só no ano de 2016, o top 10 dos filmes mais lucrativos fez uma soma de US$25,6 bilhões nas bilheterias de cinema em todo o mundo. Filmes como Avatar, Titanic e Star Wars:The Force Awakens são títulos que arrecadaram individualmente entre 2 a 3 bilhões de dólares em bilheteira, fazendo-os alguns dos filmes mais bem-sucedidos da história. No entanto, maioria dos títulos mais lucrativos caem numa categoria de fantasia e mundos imaginários como a um dos últimos filmes do mundo da Marvel, Pantera Negra ou Avengers: Infinity War. A verdade é que uma indústria com tanto público pode ter um impacto na sociedade bastante positivo e é exatamente isso que iremos discutir hoje. Aqui ficam alguns dos melhores filmes que retratam alguns problemas sociais, econômicos e políticos na nossa sociedade:

Philadelphia (1993): Este filme americano com Tom Hanks e Denzel Washington foi um dos primeiros filmes de Hollywood a abordar o tempo de uma das doenças sexualmente transmissíveis mais conhecidas, a HIV, e a homossexualidade. Em pleno século 21, homossexualidade continua a ser um assunto tabu em diversas culturas, mas é certo que desde que o filme Philadelphia saiu nas bilheteiras, a população mundial tem sido mais aberta em relação ao tema de homossexualidade.

13 Reason Why (2017): O sucesso do Netflix aborda um dos tópicos mais complicados que qualquer criança e adolescente pode passar, bullying. “13 Razoes Porque” retrata alguns dos assuntos mais sensíveis da vida de adolescentes, e sem qualquer filtro, a série mostra a crua verdade do que muitas vezes acontece em escolas de todo o mundo. Bullying é um assunto que de uma forma ou outra está presente em programas televisivos que envolvem jovens que frequentam a escola.

In pursuit of happyness (2006): Um dos melhores filmes de Will Smith “Em busca da felicidade” retrata as dificuldades financeiras pelo que um pai de família enfrenta enquanto tenta sustentar a sua mulher e filho. Depois de um estágio não remunerada, a mulher o abandona e Chris Gardner enfrenta a realidade de perder a casa e de ter que dormir em banheiros públicos, estações de metrô e outros lugares sem segurança com o seu filho. Um outro clássico que retrata a triste realidade de viver nas ruas é “Cathy come home”.

Skyscraper (2018): O último filme de Dwayne “The Rock” Johnson é um filme de ação que se baseia no terror e perigo criado por terroristas. Isto é um tópico muito popular entre filmes de ação que normalmente decorrem na América, sendo que os militares americanos conseguem sempre vencer os rebeldes que têm como objetivo criar o pânico na sociedade. Normalmente estes filmes estão também associados com guerras, particularmente, a segunda guerra mundial.

O resgate do soldado Ryan (1998): Um dos filmes mais clássicos no que diz respeito a segunda guerra mundial, “O resgate do soldado Ryan” retrata a história de um grupo de militares que procuram um paraquedista, Ryan, que é o último filho de um grupo de 4 irmãos. Um filme bem intenso que mostra a realidade da guerra e dos tempos difíceis que acompanharam e se seguiram a estes períodos. Outros filmes como “O Rapaz do pijama às riscas” dão um outro angulo do que foi a segunda guerra mundial. Dois excelentes filmes, mas que certamente requerem um pacote de lenços para assistir até ao fim.

Mais Postagens:

Amanda Canabarro

Sempre adorei ler e escrever desde pequena, tendo toda a franquia do Harry Potter em meu currículo antes dos 14 anos. Hoje, estudo Relações Públicas, escrevo, tenho uma empresa, um canal no YouTube de mistérios e sou viciada em filmes e séries, o que acaba complicando as funções anteriores... :D