As Melhores Curiosidades de Fullmetal Alchemist

Dois jovens irmãos alquimistas, Edward e Alphonse Elric, que abandonam tudo, inclusive o orgulho, em busca de um único objetivo: Terem seus corpos de volta. Sim, estamos falando de uma das séries mais aclamadas pelos admiradores da cultura japonesa, Fullmetal Alchemist.

Temos que concordar que é fácil encontrar alguém que já tenha ouvido falar em Fullmetal Alchemist, da premiada autora Arakawa. Entre os que assistiram ou leram esse incrível trabalho, fica quase impossível não lista-lo em seu TOP 3 de melhores séries japonesas! Porem, se você não a conhece, saiba que a série está repleta de críticas sociais e políticas, além de possuir um pouquinho da nossa realidade, incluindo personagens e momentos históricos marcantes. Estou aqui para guia-los por incríveis curiosidades sobre essa inesquecível história.

Finalmente vamos entrar um pouco mais no incrível universo de Edward e All? Ah, e não se preocupem, evitarei os spoilers.

As Melhores Curiosidades Sobre o Anime Fullmetal Alchemist

Imagem oficial do mangá de Arakawa.

  • Todos sabem que Hiromu Arakawa é a autora de Fullmetal Alchemist, mas poucos sabem que este nome é um pseudônimo. Sendo assim, seu verdadeiro nome é Hiromi, o que podemos chamar, a grosso modo, de uma “versão feminina de Hiromu”. O motivo que a levou a esconder este fato no início de sua carreira foi o medo de não ser aceita pela comunidade que consumia shōnen no Japão, ou seja, jovens garotos japoneses. Difícil de acreditar, não é? Uma das maiores artistas revelação do país no século XXI já precisou esconder seu gênero por causa do preconceito.
  • Quem lê o mangá ou acompanha a autora pela internet deve ter percebido que uma vaquinha de óculos sempre aparece estampando seus comentários pessoais. Pois é, meus queridos, foi a forma que ela encontrou para se representar graficamente. O motivo dessa escolha foi que Hiromi nasceu e cresceu numa fazenda, junto com mais quatro irmãos. Só se mudou para Tóquio em 1999, dois anos antes de fazer sucesso com a premiada série da qual falamos!

Imagem oficial de Roy Mustang e Edward Elric em conflito.

  • E quando falo sobre premiada, não estou exagerando. Toda a franquia foi sucesso no mundo inteiro e ganhou inúmeros prêmios desde o seu lançamento em 2001! Não irei falar de todos aqui, pois a lista seria gigantesca, mas podemos citar o 49º Prêmio Shogakukan de Mangá, o Seiun Awards em 2011, como melhor história em quadrinhos, e as suas singelas 3 premiações na quinta edição Tokyo Anime Awards, incluindo o prêmio de melhor animação do ano.
  • Se você viu o anime recentemente, talvez tenha tido conhecimento apenas da versão Brotherhood. Esta é a versão conhecida por se tratar da animação sem fillers da série. Por isso, esse é o anime mais indicado por todos os fãs da franquia. E não é por menos né? Quem gosta de animes com fillers? Mas não se engane e ache que o estúdio Bones fez uma versão diferente da original por ter pouca consideração pelo trabalho. Na realidade, a própria Hiromu fez parte da equipe de desenvolvimento da série televisionada entre 2003 e 2004 no Japão. Isso mostra uma certa preocupação do estúdio com a história. No entanto, o que aconteceu foi que pouco depois do início da produção da animação, Hiromu abandonou a equipe para desenvolver mais o mangá o que causou uma divergência entre o final da primeira versão animada e o final original no quadrinho. Mas vale lembrar que, mesmo assim, a animação foi considerada uma das melhores pelos admiradores da cultura oriental. Mais um ponto para Fullmetal Alchemist e seu incrível enredo base!

Van Hohenheim, pai dos irmãos Elric, em sua juventude.

  • Com certeza você sabe que a alquimia realmente existiu e foi de grande ajuda para o desenvolvimento cientifico, certo? Mas você sabia que o notório Van Hohenheim, pai dos irmãos Elric, é baseado em uma pessoa real? Paracelso, ou Philippus Aureolus Theophrastus Bombastus von Hohenheim, viveu entre os anos de 1493 e 1541 e foi um médico, alquimista, físico, astrólogo e ocultista renomado em sua época. Ele não é apenas considerado o pai da bioquímica e da toxicologia como também é creditada a ele a criação do nome do elemento químico Zinco. Interessante, não?
  • E além de Hohenheim, outros personagens tiveram seus nomes inspirados na nossa realidade. Quem não se lembra do Roy Mustang? Seu nome veio do P-51 Mustang, um caça norte-americano utilizado na segunda guerra mundial. E o Coronel Armstrong? Seu sobrenome também é baseado em avião bombardeiro, dessa vez, britânico, o Armstrong Whitworth Whitley. Existem muitas outras curiosidades sobre os nomes dos personagens. Por fim, o próprio Edward, protagonista da série, teve seu nome inspirado no Edward Mãos de Tesoura!

Cena do massacre de Ishval.

  • Ainda mais fatos reais inspiram a ficção. O conflito entre os cidadãos de Ametris e Ishval também tem um fundinho de verdade. Ele foi baseado em um antigo conflito japonês, do século XIV. Nele, uma enorme tensão racial se formou entre os povos Ainu e Wajin (os japoneses). No final, as pessoas do povo Ainu foram forçados a se casar com os Wajins, com a desculpa de diminuir a descriminação. Infelizmente, hoje sabemos que o real objetivo era acabar com a herança Ainu. Triste, não?
  • O período em que a serie se baseia é a pós revolução industrial, mesmo que a alquimia tenha sido mais comum durante a idade média (uma singela diferença de pouco mais de 400 anos), porém, como estamos falando de uma obra de ficção, tudo que nos ajude a imergir um pouco mais dentro do universo do autor é muito mais que bem-vindo. E, sejamos sinceros, as conturbadas viagens de trem dos irmãos Elric dão um toque especial a série.

E então? Gostou de saber um pouco mais sobre a inesquecível obra de Hiromi? Então não se esqueça, o mundo é regido pela troca equivalente!

Júlia Campos

Oficialmente, estudante de design e técnica de informática. Nas horas vagas, ilustradora, modelo e escritora. Sou apaixonada por jogos, gamedesign e cultura oriental no geral, as vezes até pareço ser uma Geek assumida. Fã da autora Maggie Stiefvater e amante de séries de suspense, mistério e terror (as vezes arriscando um romancezinho).