Os Incríveis 2 – Nossa Crítica Do Filme!

Os Incríveis 2

Demorou, mas chegou! Tanto o filme, quanto a nossa crítica (haha)! E estou aqui para dizer que assisti ao filme Os Incríveis 2 hoje mesmo no cinema. E dizer, também, que finalmente farei minha crítica! Provavelmente você já deve ter parado para ver inúmeras outras críticas ao filme. Mas, é sempre bom ter uma outra opinião para poder comparar. Também é importante lembrar que tudo que eu disser sobre o filme é minha opinião. Para ter a sua própria opinião, é bom que você assista ao filme pois cada experiência é diferente. Mas, vamos lá!

Crítica – Os Incríveis 2

Para começar, vou responder a pergunta principal sobre o filme. Sim, ele é muito bom, cumpre bem seu papel e superou minhas expectativas. Completamente recheado de referências ao filme anterior, Os Incríveis 2 diverte por ser muito engraçado em diversos momentos. A animação consegue manter a identidade de sua antecessora e acrescentar muito mais ao universo dos heróis. Neste filme conhecemos diversos outros personagens que, apesar de não terem muito potencial para terem filmes solo, tem carisma e são muito engraçados.

Os Incríveis 2

– A trama

Em questão de trama, sou obrigado a admitir que ainda prefiro o primeiro. Acredito que todo o peso dramático carregado no personagem do Síndrome faz com que o filme tenha uma história muito mais interessante ao público. Neste filme, apesar do vilão não ser tão previsível assim, algumas pessoas provavelmente podem acabar descobrindo quem seria antes da hora planejada pelo diretor. E isto faz com que toda a expectativa criada em ser algo “inesperado” se quebre e desaponte os espectadores mais atentos.

Sobre os personagens, todos estão ótimos, ainda com a essência definida no filme de 2004. Inclusive, o Zezé que mal aparecia no anterior, tem momentos hilários neste novo filme. Até pode-se dizer que ele é a estrela maior do filme, pois as cenas dele com o resto da família descobrindo seus poderes, é sem dúvida uma das melhores. O drama adolescente vivido por Violeta neste filme foi intensificado e é muito bem trabalhado por Brad Bird. Enquanto o personagem do Flecha é deixado um pouco de lado e serve mais como alívio cômico do que para o desenvolvimento da trama em si.

Os Incríveis 2

Já no núcleo dos adultos, tanto Roberto quanto Helena vivem momentos ótimos. Beto vendo como é difícil cuidar dos filhos sozinho. Ao mesmo tempo que passa pelo desespero de estar sendo deixado de lado nas missões. Enquanto Helena assume novamente o manto de Mulher-Elástica e sente mais uma vez o prazer de combater o crime. E isso é um contraste muito interessante com o primeiro filme, já que nele Beto é quem está revivendo os tempos dourados e Helena fica incomodada com isso.

– Alguns Detalhes Técnicos

Para finalizar, em termos técnicos, a animação dá um show tanto de direção quanto de computação gráfica. Se o longa de 2004 já foi uma surpresa com aquela qualidade de 3D, Os Incríveis 2 dá um show de imagem e detalhes nos gráficos. Já no quesito roteiro, como dito antes, ele entrega ótimos momentos de comédia. Inclusive, acredito que mais do que o primeiro filme, este é muito voltado para o humor.

Mas, um defeito do roteiro é que as coisas acabam, talvez, acontecendo meio rápido demais e se resolvendo rápido. Ou seja, não dá para sentir como um grande problema, pois algum tempo depois já é resolvido. Também vale ressaltar a interessantíssima forma de criticar a campanha eleitoral de Donald Trump por meio do vilão “O Hipnotizador”. Não entrarei muito em detalhes, pois não quero tomar partidos políticos, mas achei uma maneira genial de tratar as coisas. Mas, ainda assim, mesmo com toda a crítica envolvida, o Hipnotizador não consegue ser um vilão icônico.

Os Incríveis 2 - O Hipnotizador

Sobre O Curta Bao, Que Antecede O Filme:

Antes de exibir o filme em si, a pixar costuma trazer curta-metragens para envolver o público já na atmosfera do cinema. E com Os Incríveis 2 não é diferente, existe um curta de 7 minutos que é transmitido antes do filme. De nome Bao, a pequena animação já de cara possui uma carga dramática muito grande. Com certeza, uma animação capaz de emocionar aquelas pessoas mais sensíveis. O tema é muito interessante, e casa com o filme, de certa forma. Pois Bao conta a história de uma mulher canadense, descendente de chineses que está passando por dificuldades em aceitar a saída do seu filho de casa. Na tentativa de superar a dor, ela “adota” um “dumpling” (comida chinesa) que ganha vida diante de seus olhos. Vá ao cinema preparado, pois este curta pode te fazer chorar!

Bao - Curta Que Antecede Os Incríveis 2

E esta foi minha crítica a Os Incríveis 2! E se me fosse pedida uma nota para o filme, eu daria 4,0 de 5,0. Pelo filme pecar um pouco no roteiro, mas ainda assim divertir bastante o público.

Você já assistiu Os Incríveis 2? Está se preparando para ver? Comenta aí em baixo para a gente! =D
Lucas Gabriel

Estudante de Tecnologia da Informação, apaixonado por cinema, música e boas histórias de terror e drama! Adora discutir teorias malucas sobre séries ou filmes. Nerd assumido desde pequeno. Fã do Quentin Tarantino (inclusive acredita na teoria de que todos os filmes formam um só), Star Wars, Harry Potter, FRIENDS e filmes, como Laranja Mecânica, Donnie Darko e Nosferatu.