Melhores Filmes de Games: Hitman – Agente 47

Filmes são legais, jogos também e quando misturam os dois, as vezes podem surgir obras primas, ou desastres. Os filmes que a Fox fez de “Hitman” não são obras primas, mas passam longe de serem desastres, logo, entram na categoria “Melhores Filmes de Games”:

Hitman – Agente 47

Até o momento foram feitas duas adaptações independentes uma da outra, ambas baseadas na série de jogos Hitman. Por incrível que pareça elas são boas, pois são bons filmes e ao mesmo tempo, boas referências ao que os jogos apresentam.

Hitman (2007)

O primeiro filme conta a história do agente 47 sendo perseguido pela Interpol, após ser basicamente traído por sua própria empresa, e na fuga se envolve com uma vítima por quem acaba desenvolvendo um certo apego (lembra muito a história de Carga Explosiva)…

Hitman – Agente 47 (2015)

O segundo filme também conta uma história do agente 47, porém não fica claro se é o mesmo (talvez seja, só mudaram o ator) que em rebeldia contra sua empresa, acaba caçando seus empregadores, mas no processo se envolve emocionalmente com aquela que seria sua irmã.

A história dos dois filmes é bem diferente em detalhes, mas conceitualmente idênticas. Um assassino profissional aparentemente sem emoções e praticamente fabricado, acaba despertando sentimentos por uma civil em meio a suas missões, porém sem perder o seu estilo “fechadão” em momento algum.

Nos jogos, o mesmo personagem desempenha o mesmo papel, de assassino excepcional modificado geneticamente, mas o que tem de diferente é que lá, nossas tarefas giram em torno de cumprir seus assassinatos de formas diferentes, criativas, frias e calculadas, num jogo de estilo Stealth e Ação em Terceira Pessoa.

A beleza da adaptação está no fato dela dar mais profundidade ao Agente 47, e explorar mais sua índole diante a realidade do cinema. Pois é, no cinema, sair matando pessoas só por ser fabricado não é bem “heroico”, mas tudo muda se você introduz um pouquinho de moralidade. Ainda assim, o jeitão assassino se mantém e nos faz sentir carisma, pelo “vilão”… tem como dizer que o trabalho deles não foi bem feito?

Tem quem não goste dos filmes e tem quem não goste dos jogos, mas pra quem aprecia um bom filme de ação vai curtir, pois ele cumpre ao menos o básico de entreter com uma boa história, bons efeitos, boas explosões e boas cenas com muito tiroteio e aqueles clichês que todo mundo ama e no fim, ele adapta a ideia de Hitman – Games, porém explora a humanidade que ele não deveria ter.

É isso.

Fernando Max

Eu gosto de escrever sobre tudo usando minha perspectiva. Não me importo com spoilers então não os poupo, mas estou fazendo um esforço pra evita-los para o melhor proveito de vocês.