Piores Filmes de Games: Silent Hill Revelations

Filmes que adaptam o universo dos games pras telonas são comuns e enquanto uns são maravilhosos, outros são catastróficos. Já que estamos mostrando os “Melhores Filmes de Games”, nada mais justo que mostrar também os “Piores Filmes de Games”, começando por “Silent Hill Revelations”, a continuação furada do primeiro filme de Silent Hill.

Silent Hill Revelations

Terror em Silent Hill renovou a franquia dos games, através dos cinemas, influenciando os jogos e tal, e consequentemente, atraiu vários fãs para a série, além de conseguir bastante dinheiro. Era de se esperar uma continuação, para mais lucros, porém o diretor e idealizador do primeiro filmes achou que seu trabalho já estava pronto, já era o suficiente, então o que fizeram? Contrataram outra pessoa pra continuar.

O problema é que as ideias originais eram diferentes de mais do que esse novo diretor decidiu fazer, e apesar dele fingir uma continuação direta e conectada com o primeiro filme, o roteiro foi completamente influenciado pelas histórias de um dos jogos da franquia, mas de uma forma bem diferente da que tinha dado certo.

SH Revelations conta a história da filha do primeiro filme, que consegue de alguma forma sair do pesadelo em Silent Hill, sem sua mãe, e vai morar com o pai. Mas, ela cresceu e se tornou uma moça que é torturada por seu passado, além de ser caçada por outras pessoas que também saíram de Silent Hill.

Parece até uma premissa interessante não? O problema é que é exatamente a mesma história de Silent Hill 3!

O problema está no fato do primeiro filme ser uma adaptação dos roteiros de vários jogos, não apenas o primeiro, e além disso, a mãe no filme é uma reinterpretação do pai do jogo, sendo que o pai do filme é uma reinterpretação do marido do jogo, coisas que são confusas de mais pra explicar assim de cara, mas que não fazem a menor lógica incluir no universo dos filmes!

Também há falhas como o fato de tirar a garota da cidade, quando fica evidente pelo desfecho do primeiro filme que isso era impossível. Eles apenas ignoraram todas as informações do primeiro filme, e se focaram nas informações do terceiro jogo, o que fez uma bagunça lastimante.

Não se espante se começar a assistir e não entender bulhufas. O filme não se preocupa em se conectar com seu antecessor, não de forma digna, e olha que ele conta com a participação dos protagonistas do primeiro filme como elenco de suporte, e mesmo assim, parece algo completamente desconexo, pois afinal, ele é! Em 20 minutos de filme, tentam empurrar toda a mitologia criada ao longo dos jogos Silent Hill, em um diálogo num carro, graças a uma convenientemente encontrada caixa com arquivos do pai, que no filme anterior buscava por sua esposa e filha, mas se tornou basicamente um investigador antropológico.

Revelation conta perfeitamente a história do terceiro jogo da franquia, misturada com a história do primeiro filme, mas sem respeitar nada que o primeiro filme mostrou… e pra piorar, ele apresenta uma qualidade inferior ao do primeiro filme no quesito “Terror”.

Ele é basicamente um Live Action modificado do jogo, o que o coloca em péssimos lençóis quando se trata de Adaptação de Game. Ele não carrega consigo nem a essência dos jogos, pois não é um bom Terror, e nem a do filme anterior, pois ele o rejeita.

Se quiser assistir, talvez você goste… pode não ser uma adaptação boa, nem uma continuação decente, nem um filme de terror que preste, mas da pra passar o tempo.

Participe! Deixe seu comentário logo abaixo...
Fernando Max

Eu gosto de escrever sobre tudo usando minha perspectiva. Não me importo com spoilers então não os poupo, mas estou fazendo um esforço pra evita-los para o melhor proveito de vocês.