Terry Crews sofre assédio sexual e após fazer denúncia, é impedido de atuar em Os Mercenários 4

Ontem (26) Terry Crews prestou depoimento ao Senado dos Estados Unidos onde denunciou que “abusadores protegem outros abusadores”. Em seu depoimento ele conta sobre o abuso sexual que sofreu e como se sentiu fraco e impotente. Ele também defende que seja criado um documento legal chamado Declaração de Direitos de Sobreviventes de Abuso Sexual que proponha medidas de combate para crimes sexuais.

“Eu sou um ator, escritor, ex-atleta, militante e sobrevivente de um abuso sexual”, disse Crews no início de seu depoimento “Hollywood tem sido um lugar problemático simplesmente porque as pessoas enxergam aquele lugar como um sonho. E acontece que há alguém com poder sobre esses sonhos. Você é levado a achar que esse tipo de comportamento é algo esperado, algo que faz parte do trabalho, que esse assédio, abuso e até mesmo estupro fazem parte das atribuições do seu trabalho.”

O caso de abuso que ocorreu com Terry Crews envolve o empresário Adam Benit que, inclusive, representou atores como Adam Sandler e Emma Stone. Segundo seu relato, o empresário apalpu suas partes íntimas sem pudor ou pedido durante um evento público. Crews diz em que naquele momento se sentiu impotente e objetificado, seu papel aqui é de suma importância porque ele é uma das raras vozes em Hollywood que teve força para falar de forma pública sobre a violência sexual que sofreu.

“O que aconteceu comigo aconteceu com muitos, muitos outros. […] Desde que eu trouxe a minha história à tona, milhares de outros homens vieram me dizer, ‘Aconteceu comigo também, essa é a minha história’. Mas eles não se sentem seguros para falar sobre isso porque você é colocado na lista negra, sua carreira fica em perigo. Depois disso ninguém mais quer trabalhar com você.”

Ele também contou que sofreu represálias por ter contado o que aconteceu consigo. Inclusive, o produto Avi Lerner disse que só permitiria que ele participasse de Mercenários 4 caso ele seguisse com sua ação contra Venit. Porém, ele decidiu que não iria aceitar a ‘proposta’ de Lerner. “Esse mesmo produtor está sob sua própria investigação. Abusadores protegem abusadores, e essa foi uma coisa que eu tinha que decidir, se eu ia traçar esse limite. Vou ser uma parte disso ou vou me posicionar? Houve projetos que eu tive que recusar”, disse.

Até o momento, Lerner negou ter praticado qualquer tipo de assédio. Além disso, em 2017 o produtor foi acusado por postura predatória e inadequada com ambiente de trabalho. Vale lembrar que Crews atuou como Hale Caesar nos três primeiros filmes da franquia Os Mercenários. Ainda em sua declaração, o ator disse que teria sentido vergonha e não teria coragem de contar o que aconteceu e que só teve força para ir a público em função do movimento #MeToo.

“Eu provavelmente iria virar piada na delegacia. Um ano depois, quando o movimento #MeToo engrenou, era seguro denunciar. Quando sofre uma violência, você fica atrás das linhas inimigas, tentando encontrar uma saída. Você está tentando encontrar uma forma de se manter seguro. Ninguém vai te ajudar. Ninguém vai acreditar em você.”

Incrível a força de Crews, não acha? Comente!

 

Amanda Canabarro

Sempre adorei ler e escrever desde pequena, tendo toda a franquia do Harry Potter em meu currículo antes dos 14 anos. Hoje, estudo Relações Públicas, escrevo, tenho uma empresa, um canal no YouTube de mistérios e sou viciada em filmes e séries, o que acaba complicando as funções anteriores... :D