A interminável péssima fase de Johnny Depp

Johnny Depp participou de um número incontável de filmes que, hoje, são considerados sucessos autênticos do cinema. Começando com ‘Edward Mãos de Tesoura’, continuando com ‘A Fantástica Fábrica de Chocolate’, e sem esquecer de ‘Piratas do Caribe’, Depp mostrou seu talento como ator ao longo de sua carreira. Conseguiu transmitir a aura de seus personagens como poucos conseguiram fazer, mostrando ao mesmo tempo uma excentricidade que já o caracteriza.

No entanto, esses últimos meses (ou anos) têm sido difíceis para Depp, que está constantemente no olho do furacão por suas próprias ações. Ser um bom ator não faz de Depp necessariamente uma boa pessoa, exemplar e tudo mais, isso é algo que divide opiniões.

Tudo começou quando sua ex-mulher, Amber Heard, pediu o divórcio e o denunciou por maus-tratos. Graças a um acordo milionário (que ela doou completamente para caridade), Depp conseguiu virar a página. Mas essa polêmica foi apenas a primeira e, a partir daí, tudo só piorou. Sua condição física deteriorou-se notavelmente e seus fãs logo notaram as drásticas mudanças, realmente preocupantes.

Ontem, a revista Rolling Stone publicou uma entrevista em que Johnny Depp foi completamente honesto e falou sobre coisas das quais nunca havia falado antes.

Álcool e Depressão

O ator mergulhou em uma depressão que ele não conseguia esconder, mas que também serviu como desculpa para explicar seu comportamento recente. Não apenas em nível pessoal, mas também em nível profissional. Quando ele fez o casting para o papel de Grindelwald, em ‘Animais fantásticos e Onde Habitam’, Depp precisava que apontassem as frases através de uma pequena caneta, já que ele não era capaz de armazená-las em sua memória.

“Eu estava no fundo do poço. O próximo passo, para mim, era: ‘você vai chegar num lugar com os olhos abertos e deixar esse lugar com os olhos fechados’. Eu não conseguia suportar a dor diária”, afirmou o ator quando perguntado de que forma isso estava o afetando.

Durante sua turnê com a banda ‘Hollywood Vampires’, ele se sentiu pior do que nunca. Ele decidiu naquele momento começar um diário pessoal, onde poderia contar tudo o que acontecia com ele. “Servia-me vodka pela manhã e começava a escrever até que os meus olhos se enchessem as lágrimas e já não conseguisse ver a página”, confessou Depp.

O ator recorda ainda durante a entrevista ter dito no funeral de sua mãe, em 2016 que esta era “o ser humano mais maldoso que conheci em toda a minha vida”.

A entrevista foi proposta à revista americana para que Depp falasse da sua situação pessoal e financeira, e acompanhada em parte pelo advogado do ator, Adam Waldman. Com mais de 35 anos de carreira, o ator acumulou cerca de 3,6 milhões de dólares, dos quais poucos estão disponíveis. Depp processou a empresa The Management Group (TMG), encabeçada por Joel Mandel, o seu gestor de confiança há muitos anos, por fraude e negligência. O ator acusa ainda a TMG de ter permitido que sua irmã, Christi, recebesse sete milhões de dólares, assim como a sua assistente teria recebido 750 mil, sem o seu consentimento.

Quando questionado sobre as acusações de agressão a Amber Heard, sua ex-esposa, o ator preferiu não comentar. Muito provavelmente por conta do acordo judicial milionário.

A entrevista, que pode ser vista na íntegra diretamente no site da Rolling Stone, mostrou um Johnny Depp completamente vulnerável. E que o seu conturbado de divórcio foi um fato um grande golpe em sua vida.

Você é fã de Depp? Também esta preocupado? Comente!

Participe! Deixe seu comentário logo abaixo...