AT & T adquire Time Warner após guerra judicial

Os Estados Unidos fecham o primeiro capítulo da luta pelo controle do conteúdo audiovisual. Depois de quase dois anos de espera desde que foi anunciada, a AT & T finalmente conseguiu concluir a aquisição da Time Warner, tornando-se uma das mais poderosas empresas de telecomunicações e entretenimento do mundo. A justiça deu luz verde à fusão depois de investigar um possível caso de monopólio que finalmente foi descartado.

A Time Warner é, até hoje, o terceiro maior conglomerado audiovisual dos Estados Unidos, tendo apenas Disney e Comcast como seus principais concorrentes. O valor dos ativos em cinema e televisão (e até mesmo na imprensa), despertou o interesse da gigante AT & T, que se materializou em uma compra que foi paralisada por dois anos nos tribunais do Estados Unidos. Uma possível monopolização do serviço audiovisual fez com que o governo Trump dificultasse o negócio, que teve um desfecho na manhã de hoje.

A AT & T conseguiu fechar a compra da Time Warner pela bagatela de 85 bilhões de dólares. Esse número exorbitante faz da companhia telefônica uma das maiores concorrentes no cenário audiovisual norte-americano, já que agora pode completar sua oferta mobile com pacotes de conteúdo audiovisual. Graças a essa aquisição, a AT & T terá a sua disposição programas de televisão com canais como CNN, Cartoon Network e HBO, isso além dos filmes da Warner Bros e New Line Cinema. Já dentro do setor editorial, a gigante telefônica terá nada menos que TIME , People e DC Comics.

O que acha dessa compra? Comente!